quinta-feira, 16 de maio de 2013

O treino da formaçao, obrigar, ensinar, ou simplesmente deixar fluir?



"Sou bom porque aprendi a jogar no meio da rua... tinha de usar as paredes que me ajudavam a fazer tabelas... Aprendi tudo no alcatrão" Rooney.

Debato-me diariamente com esta questao. Pertinente para alguns, facil de resolver para outros.
Todos os dias pelas 18H30 desço do meu balneario, entro em campo, treino projectado, tudo idealizado. Deparo-me entao com o talento, esqueço as notas, o adversario, o modelo, as regras, e olho para o talento.Puro. Ele rasga qualquer tactica, confunde qualquer treinador, mas ele decide quase sempre bem. Ele atrai, ele solta, ele perde inumeras bolas, ele flecte para o meio quando objectivo seria dar largura, ele da largura quando supostamente deveria de dar profundidade...ele é assim "o talento"

Muitos dirao: Mister, tem de lhe dizer para soltar a bola, ou mais grave ainda, os colegas queixam-se que ele  é egoista...eu faço uma reflexao e tomo a decisao.

Ele é feliz assim, deixem-no jogar...o futebol vai agradecer!

Sem comentários: